Don Diovanni | Figurino | 2017

Don Giovanni é uma ópera em dois atos, com música de Mozart e libreto de Lorenzo Da Ponte, é considerada uma das obras-primas da história das óperas. O libreto de Da Ponte foi classificado como um dramma giocoso e Mozart classificou a obra em seu catálogo como “opera buffa”, pois apresenta características de comédia, melodrama e até mesmo elementos sobrenaturais. Nessa montagem realizada pela OSPA com direção artística de do maestro Evandro Matte e direção cênica de Caetano Pimentel, busca a atualização dessa historia, fugindo dos estereótipos clássicos aos quais essa obra já teve em outras montagens. Nesta montagem inédita em Porto Alegre o olhar contemporâneo se faz necessário e com ele apresenta uma cenografia minimalista e um figurino atual e despojado. Que trabalha uma cartela de cores terrosas para construção dessa harmonia plástica. Os figurinos usam como referencia as tendências de moda previstas para próxima estação levando em conta elementos de estilo pertinentes a cada personagem, seus trajes foram construídos de forma a sofrerem um crescente de acordo com a necessidade da montagem, iniciando de forma casual e cotidiana e vão engrandecendo à medida que a historia vai crescendo. Isso corre com todos, inclusive o coro, mas principalmente com as personagens femininas as quais essa montagem pretendia evidenciar.

Obra: Don Giovanni – Amadeus Mozart
Produção: Daniela Ribeiro
Direção Musical: Evandro Matte
Direção Cênica: Caetano Pimentel
Cantores: Homero Velho, Daniel Germano, Savio Sperandio, Maíra Lautert, Flávio Leite, Carolina Faria, Carla Cottini, Carlos Rodrigues
Coro: OSPA
Regência: Manfredo
Figurino: Antonio Rabadan
Assistência de Figurino: Mely Paredes
Concepção de caracterização: Antonio Rabadan
Maquiagem e Cabelo: Hanny Barcelos
Cenografia: Elssio Rossine
Iluminação: Leandro Roos Pires
Realização: OSPA